UM PASSEIO DA COR DA ALEGRIA!


Vista seu sorriso mais bonito e venha conosco nesta encantadora tournnée pela capital mineira.


AR LIVRE
A cidade é conhecida pelo seu clima ameno e altamente saudável, e uma boa caminhada matinal vai revigorar suas energias.
Bem no Centro, temos o PARQUE MUNICIPAL com seu lago e ilhota romântica, e alamedas sombreadas por árvores centenárias onde se pode, além de admirar a beleza dos jardins, trocar olhares insinuantes com rapazes de promissoras conseqüências. Eles perambulam por ali, à cata de aventuras pouco sadias para seu bolso.
Outra opção é o PARQUE DAS MANGABEIRAS, ao pé da Serra do Curral. Ali, respira-se o puríssimo ar das montanhas nas trilhas mata adentro, com direito à exuberância da vista. Seus mirantes propiciam uma ampla visão da cidade, mas você pode dirigir o olhar para outros "colírios" deslumbrantes que freqüentam o local. Ideal para um namoro, digamos, ecológico.


COMPRAS
Se você é atacadista na área de moda, o melhor é pesquisar na região do Barro Preto, próxima ao Centro. Infindáveis confecções para todas as opções no gênero. Mas, se a questão foi o "fashion" de vitrine,m o endereço é a Savassi, onde butiques de apurado bom gosto exibem lançamentos e coleções de grifes locais conceituadas internacionalmente. O pessoal de atendimento - gente bonita, escolhida a dedo - o receberá com simpatia e profissionalismo class.
Se preferir o ambiente shopping, uma boa indicação é o DIAMOND MALL. Além da praticidade de estacionamento e da requintada sofisticação de suas lojas, você corre o sério "risco" de encontros fortuitos nas imediações dos toaletes.
Uma variante mais central é o SHOPPING CIDADE, vasto, com suas praças de alimentação recheadas de apetitosos flertes. A rapaziada tem fama de namoradeira.
Agora, se você quer algo menos fair play, mais pé-no-chão, a grande dica é o MERCADO CENTRAL.
Uma infinita gama de barracas/lojas sob estacionamento coberto oferece maravilhas em quitutes e iguarias para os mais exigentes paladares, e um rico e variado artesanato, tudo com o selo "Típico de Minas". Nas travessas internas, estreitos barzinhos favorecem um caloroso esfrega-esfrega, sob o pretexto da cervejinha, pinga da roça e saborosos tira-gostos.
Recomendamos o trecho próximo à saída da rua Santa Catarina, aos sábados, por volta do meio dia. É um provocante desfile de bermudas e camisetas emoldurando verdadeiras esculturas em ébano. Para os apreciadores da “melhor idade”, o point é o barzinho frente à entrada principal, na avenida Augusto de Lima.


FEIRAS
Imperdível é a FEIRA HIPPIE de domingo, na avenida Afonso Pena. Você vai ficar desorientado(a) em meio a tantas sugestões de artesanato; a feira é enorme! Mas, se quiser pular este capítulo e ir direto ao assunto, é obrigatória a passagem pelo final da feira, depois do Palácio das Artes. Ali, em torno do QUIOSQUE DA MAGDA, a moçada se reúne para um balanço dos últimos acontecimentos e, quem sabe, agendar algo para mais logo. Este convescote dominical tem seu auge de 12 às 14h.
Fortes chances de encerrar o domingo em ótima companhia.


CINES
São poucas as opções. Nas salas de espera dos Espaços Unibanco sempre pode acontecer algo, sobretudo no Belas Artes, mas não tenha tanta certeza. Aproveite e assista ao filme; há sempre uma seleção primorosa.
Já no G WORLD VÍDEO a conversa é outra. Duas salas de projeção - uma exclusiva gay - de filmes pornôs. Pegação acirrada no dark-room e banheiros.
Outra opção é o Cine Roma, na Av. Paraná 81. Há um bar americano na entrada e cabines de vídeo. No interior, duas salas de projeção e muitos darkroom...
Ambiente tipo "por sua conta e risco".

Nota - Vídeos, DVDs, revistas e Internet, procure no roteiro, em:
SHAWIC - locação
VÍDEO BOY CLUB - locação e venda
Em ambos, ambiente seguro e discreto.


CAFÉS
Não se esqueça: você está na terra do pão de queijo, e isto pede um cafezinho passado na hora. Para o público cult, a dica é o CAFÉ BELAS ARTES, no complexo do Espaço Unibanco de Cinema. Entre Garbos e Marilyns sempre pode aparecer um doublé de Indiana Jones em sua mesa.
Já o CAFÉ COM LETRAS, na Savassi, pretende-se algo finesse, mas seu irish coffee não tem, declaradamente, a cor do nosso arco. A livraria conjugada justifica o nome, bem mais à l'aise.


SAUNAS
Chegou o momento do relax, que ninguém é de ferro. Neste item, BH está muito bem servida, e tem para todos os gostos e status.
Os sensacionais "garotos" estão em praticamente todas - e como são deslumbrantes! Entretanto, apenas duas têm a clientela que podemos classificar como praticantes do "por amor": Trés Chic e Sauna BH. Outras, oferecem atrações extras, como shows de transformistas e gogo boys. O melhor, neste caso, é ligar antes e se informar da programação (vide ONDE IR - SAUNAS).
Os fornos nem sempre são a contento, mas, felizmente existem casas - poucas - preocupadas com este detalhe. Se você quer realmente fazer sauna, e não for da cidade, procure a opinião de quem já conhece o local.


BARES
BH é a capital dos barzinhos. Tem infinitamente mais que agências bancárias e óticas juntas, graças a Baco! E, também neste item, agrada a gregos e goianos (?).
Tarefa árdua citá-los sem esquecer algum. Assim, ESTAÇÃO 2000 e ANDALUZ já se consolidaram pelo dinamismo e suas festas magistrais inseridas no cardápio de "tradicionais". Esses locais fazem dublê de boate.
O GIS CLUB também ocupa lugar de destaque, com as maravilhosas apresentações de Gisele Andrade, considerada - com justiça - a grande musa da noite GLS de BH. Predominância das sapas.
E as sapas predominam também na VILLA PARATY e DAMAS E VALETES , decoração acolhedora no centro e na Savassi, repectivamente. MINEIRO BILL, ambiente caseiro, decoração rústica, bem à vontade - "um lugar pra fazer amigos e ser feliz", como diz seu slogan.
Para quem quer fugir do burburinho central, temos: CLUB CAFÉ e o GARAGE PUB, cada qual com seu público próprio e atrações diversificadas. E o já consagrado MINEIRO BILL, ambiente caseiro, decoração rústica, bem à vontade - "um lugar pra fazer amigos e ser feliz", como diz seu slogan. Um pouco fora do Centro, mas todos bastante recomendáveis.


RESTAURANTES
Como toda metrópole que se preza, Belo Horizonte oferece sugestões que servem desde a mais completa cozinha internacional às típicas iguarias mineiras.
Você pode optar por locais sofisticados, onde o chef certamente saberá o momento exato de amanteigar o escargot de Bourgogne, ou ambientes descontraídos, propícios para saborear o tradicional feijão tropeiro ou uma massa leve no final da noite.
Sugerimos o HI FI, ex BOHÊMIOS,próximo à Praça Raul Soares - almoço e jantar, "temperos" esculturais que excitam qualquer apetite.
Este já faz parte da noite GLS da cidade, freqüentado, preferencialmente, pela turma da "velha guarda". Dispõem de serviço interno e mesas na calçada, onde, com um pouquinho de charme, você poderá encontrar um convidado para o jantar.
No HI-FI, as noites de sexta e sábado são um excelente preparo para baladas...


BOATES
Tudo começou com Norma Suely, e o saudoso CHEZ EUX, na década de 70. Depois vieram La Rue, Plumas e Paetês, Brulé, Fashion, Freedon, Lurex, a famosa rua da lama... foram tantas; haja lembrança! Há quem diga - e são muitos - que nunca mais houve uma época como aquela, com tanto glamour.
Saudades à parte, e como o show não pode parar, empresários dedicados se esforçam para manter a festa no roteiro noturno de uma Belo Horizonte ávida por assumir-se metrópole.
Graças à este perseverança temos, hoje, excelentes, divinas casas "dançantes" na noite.

JOSEFINÉ, ou simplesmente Jô, como é chamada carinhosamente, prima não apenas pelo gosto refinado na sua decoração, bem como no atendimento profissional, vip, e brilhante programação de eventos. Tudo com "aquele" toque Classe A, fazendo jus à sua exigente clientela, padrão Savassi.

NEW EROS MIX CLUB. O nome é perfeitamente adequado. O público, assaz misto, lota as noites de sexta feira, quando do já famoso Paredão: gogo boys semi nus mostram toda a sensualidade dançando iluminados por minúsculos fachos de luz que trazem às mãos. Aos domingos, a face clube começa cedo, às 16hs., e a casa tem, novamente, lotação esgotada.

AMICI, novíssima. Aguardamos o desenrolar para ver como se consolida a freguesia.
A casa está muito bem montada, com pista de dança que não interfere no lounge (2º piso).

SOLLUNA, que saiu da Rua Itambé e foi para a Av. Amazonas. Antes funcionava também como restaurante, mas, agora, é só boate - e pega fogo! A programação está primorosa. Perdoem-nos se esquecemos alguém - certamente isto deve ter acontecido. É que alguns estabelecimentos abrem e fecham suas portas com tal rapidez que chegam a escapar aos registros. O importante é que a cidade está aí, a seus pés, às suas ordens.
Conheça, desfrute do carinho e amizade deste povo que lhe abre os braços e o coração.


* os endereços e telefones você encontra no link ONDE IR.